Ciclos e final do ano


Passa ano, entra ano e o que percebo, geralmente, é um desejo de que a vida se desenvolva de forma satisfatória na maioria dos aspectos dela ou em todos. Final do ano é uma época muito interessante, cíclica, que anuncia o fim de uma fase, 12 meses vividos que nos convidam a uma avaliação de como tudo foi vivido nesse período: realizações, projetos, sonhos, mudanças, imprevistos enfrentados, frustrações, procrastinações, autossabotagens, etc. Colocamos na balança facilidades e dificuldades, o que foi concretizado e o que ficou pendente. Tudo isso pode nos oferecer a oportunidade de rever a responsabilidade que tivemos em cada aspecto da vida, a partir do que aconteceu diante do que foi vivido e sentido.


Perceber a importância dos ciclos da vida, compreender que o final traz consigo um início, um recomeço pode ser muito revelador. Réveillon vem da palavra francesa réveiller que significa acordar, despertar, um convite para despertar-se para esse novo ano, um novo ciclo, para projetos, sonhos, possibilidade de prosperidade e fluidez nos diversos aspectos da vida. Assim, podemos encarar o ano que surge como uma oportunidade de agir diferente, de nos planejarmos para buscar algo específico, de nos compreendermos melhor e nos comprometermos, tendo foco. Nesse sentido, que seu ano novo não seja mais um ano apenas, que não seja mais do mesmo, mas sim uma época para abrir-se ao novo da vida. Que você tenha coragem para lidar com seus monstros internos, seus medos e incômodos, que se aproprie dos seus recursos internos, dos seus potenciais e valorize também o que você tem de melhor.


Que a zona de conforto, em alguns momentos, faça parte, mas que você saia da inércia e da mesmice, que busque estar mais inteiro consigo mesmo, presente onde estiver, que 2017 seja o ano do despertar, que você encontre novos caminhos e estratégias, que haja congruência e coerência entre o seu querer e o seu fazer, que seja um ano de atitude, de escolhas, definições, novidades, abertura, realizações e ajustamentos criativos diante dos imprevistos. E que no final de 2017 você possa, enfim, desfrutar de uma sensação de plenitude e de gratidão por todas as mudanças que aconteceram ao longo dos meses e, principalmente, pela maneira com que você se implicou em tudo isso.


Lembre-se: a vida é movimento, é mudança. Desfrute-a em 2017, a cada dia, a qualquer momento, que você se permita viver com mais qualidade, atentando-se também às sutilezas diárias e que viver seja uma dança fluida mesmo, muitas vezes, não escolhendo o ritmo que tocará. Que você se surpreenda e que conheça melhor você mesmo. Mãos à massa!



#anonovo #reveillon #12meses #meses #finaldoano #ciclos #ciclosdavida #recomeço #congruencia #2017

Ultimos Artigos