Quando o corpo fala

 

 

 

 

 

       O corpo humano é um organismo interligado, corpo e mente estão unidos reagindo a partir do que vai acontecendo no dia-a-dia. Quando estamos preocupados com algo, estressados, quando passamos por alguma situação muito difícil, problemática ou quando não conseguimos suportar emocionalmente uma situação, nosso corpo fica diferente, sinalizando isso por meio de diversos sintomas. Palpitações, gastrite, dores de cabeça, insônia, dores de estômago, azia, enxaqueca, diarreia, náusea, hipertensão, problemas circulatórios, respiratórios, intestinais, alergias na pele, dores de garganta, tosse e constipação são alguns dos exemplos de somatização.

      Um dia desses ouvi uma pessoa reclamar do médico porque ele havia comentado que seu sintoma era psicossomático, sem entender ao certo o que aquilo significava, a pessoa mostrou-se ofendida, justificando que não criou aqueles sintomas intencionalmente, que sentiu mal estar, dores, incômodos e por isso foi procurar ajuda médica. Geralmente o que as pessoas buscam quando se incomodam com algum sintoma ou com um conjunto de sintomas é ajuda médica, tratamento físico quando, muitas vezes, o tratamento que precisam é, na verdade, emocional/psicológico. Quando isso acontece, os médicos definem os sintomas como psicossomáticos ou essas doenças como doenças psicossomáticas, pois são alterações clínicas que podem ser detectadas por exames laboratoriais que possui relação psicológica.

    Somatização são conflitos emocionais que se manifestam no corpo/físico, por meio de sintomas ou doenças. Em situações estressantes é como se o corpo informasse à pessoa e ao mundo que algo não está bem e que precisa ser tratado e cuidado. Além disso, a somatização pode deixar o organismo da pessoa com baixas defesas para doenças mais sérias, como câncer e prejudicar a recuperação de uma cirurgia também. Por isso, os problemas somáticos e psíquicos devem ser tratados com muita seriedade para evitar complicações futuras. Dessa forma, ficar atento aos sintomas que se tem no cotidiano ajuda muito, pois os sintomas e as doenças podem revelar uma mensagem ou transmitir um apelo, um pedido de atenção com você mesmo. Ficar atento aos pensamentos, sensações, sentimentos e como você lida com as situações que surgem também é importante.

      O mais indicado é que as pessoas que se sentem sobrecarregadas busquem atendimento psicológico para lidar com essas questões, para reorganizar seus problemas, geralmente as crises surgem e são naturais na vida de todo ser humano. Porém diante de algumas delas podemos nos sentir impotentes, perdidos, sem saber para onde ir, a quem recorrer e adoecer. Lembre-se que buscar auxílio é sinal de cuidado consigo mesmo para evitar que vire uma bola de neve, futuramente.

Please reload

Ultimos Artigos
Please reload

Entre em contato pelo telefone 11 99625-6440 ou através do e-mail danielle.mrsp@gmail.com