Depressão


Quem nunca ouviu falar ou já acompanhou algum familiar, amigo ou colega que teve ou tem depressão? É muito comum encontrarmos pessoas deprimidas, uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida. Mas chegar ao diagnóstico e buscar ajuda pode levar algum tempo.


Essa demora pode acontecer pelo desconhecimento. Há uma distinção entre tristeza e depressão. A tristeza é um sentimento natural que todos nós, seres humanos, sentimos em alguns momentos da vida, diante de perdas significativas como na morte de algum ente querido, na ruptura de um relacionamento, na perda do emprego, etc. Esse sentimento dura um período que depende de cada pessoa e depois de um tempo isso passa, o luto é elaborado e a vida, de alguma maneira, se reconfigura. Mas na depressão a tristeza e o sofrimento não passam, há dificuldade em lidar com a vida da forma como ela se apresenta no presente.


A pessoa deprimida sofre muito, se sente culpada, sente que falta prazer no que faz, que há um desinteresse pela vida, seu sono fica comprometido, pode sentir insônia ou perceber que mesmo dormindo, seu sono acaba não sendo reparador, seu apetite pode sofrer alterações, suas críticas consigo mesma e insatisfações aumentam. Costuma se sentir incompreendida, de forma geral, os próprios familiares e amigos tendem a negar ou julgar os sintomas que são apresentados, muitas vezes acaba sendo julgada como pessimista ou preguiçosa e isso, frequentemente, intensifica a dificuldade em admitir que precisa de cuidados.


É muito importante a pessoa assumir que precisa ser cuidada e buscar ajuda especializada. Nesse sentido, o tratamento com psicólogo clínico oferecerá ambiente adequado para o cuidado, a pessoa será acolhida, olhará para sua história de vida, seus hábitos, costumes, sua bagagem familiar, seus traumas e poderá experimentar diferentes maneiras de lidar com suas escolhas, possibilitando melhoras significativas. Também é muito importante realizar atividades físicas, ter uma alimentação balanceada e cuidar do sono. Dependendo do grau da depressão o tratamento pode requerer medicamentos para regular os neurotransmissores, atuando no organismo da pessoa para minimizar alguns desconfortos e sintomas. Vale ressaltar que o mais cuidadoso é a pessoa buscar tratamento e se nesse tratamento ela utilizar algum tipo de medicamento ela deve ter um acompanhamento médico.

#depressão #maldoséculo #insônia #desinteressepelavida #sonocomprometido #críticas #pessoasdeprimidas #tristeza #perda #morte #deprimir #preguiça #pessimismo #terapia #psicoterapia #tratamentopsicológico #PsicologaClinica #SantaCecilia

Ultimos Artigos